• Canal Saúde - Fiocruz
  • atalho para menu o principal desta página
  • atalho para a busca de vídeos desta página
  • atalho para o conteúdo desta página
  • atalho para os destaques desta página
  • Canal Saúde participa do Videomed Córdoba 2013 na Argentina

    19/10/2013

    Gestores da emissora serão jurados do festival internacional e Canal dará prêmio especial



    (Foto: Fundación Deuda Interna)

     

    O Canal Saúde/Fiocruz participa da 9ª edição do Festival Internacional de Cinema Médico e Científico - Videomed 2013, que acontece de 17 a 19 de outubro, em Córdoba, na Argentina. O festival é promovido a cada dois anos pelo Conselho de Médicos da Província de Córdoba (o equivalente a um conselho regional de medicina no Brasil), com o objetivo de fomentar a comunicação em saúde e a educação permanente na área médica, e o Canal Saúde estará presente institucionalmente e como parte do júri da mostra competitiva.

     

    Os superintendentes da emissora da Fundação Oswaldo Cruz/Ministério da Saúde, Arlindo Fábio Gómez de Sousa e Márcia Corrêa e Castro, serão jurados da mostra competitiva e o Canal vai oferecer um prêmio especial. O Troféu Canal Saúde será entregue para a melhor produção na área de saúde pública. Além disso, Márcia Corrêa dará uma conferência sobre comunicação em saúde e Arlindo Fábio fará outra conferência sobre saúde e cultura.

     

    A superintendência do Canal Saúde também vai aproveitar a viagem para realizar reuniões com o reitor da Universidade Nacional de Córdoba (UNC), Dr. Gustavo Tamarit, e o decano da Faculdade de Ciências Médicas da UNC, prof. Dr. Gustavo Irico, para definir os próximos passos no convênio assinado entre as instituições para a colaboração na criação do Canal Salud, o Canal Saúde argentino, que está sendo formatado pela Faculdade de Medicina da UNC, sob inspiração da emissora da Fundação Oswaldo Cruz. Em agosto deste ano, dois dos gestores do projeto da emissora de TV de Córdoba estiveram na Fiocruz para conhecer de perto a infraestrutura e o funcionamento do Canal Saúde brasileiro para preparar o lançamento do primeiro canal de televisão exclusivamente voltado para a saúde na Argentina.

     

    Para o superintendente do Canal Saúde, Arlindo Fábio, a participação da emissora brasileira no festival é de grande importância. “A Videomed Córdoba foi decisiva para a concretização do projeto Canal Salud na Universidade Nacional de Córdoba. Foi nesse festival que a semente da parceria entre as instituições foi lançada, assim como a do próprio projeto. E a consolidação do Canal Saúde de Córdoba é um passo muito importante para a construção de uma rede de canais saúde na América do Sul, o que fortalece a comunicação em saúde no continente", defende Arlindo.

     

    O Videomed 2013, além da nona mostra e competição entre vídeos e filmes médicos e científicos, vai ser palco também da 3ª Videomed Estudantil, que contará com trabalhos de estudantes de escolas e universidades. Além da premiação para vídeos, também serão escolhidos os melhores trabalhos em multimídia, websites e curtas-metragens produzidos com telefones celulares.

     

    O Videomed é um festival internacional de vídeos médicos e científicos que é realizado em diversos países e sua primeira edição aconteceu na Espanha, em 1985. A primeira edição brasileira do festival foi promovida pelo Canal Saúde/Fiocruz, no Rio de Janeiro, em 2007.

     

    Mais informações:

    Assessoria de Comunicação – Canal Saúde/Fiocruz/Ministério da Saúde

    Gabriel Cavalcanti da Fonseca – 21 3194-7743

    gabrielcfonseca@gmail.com

    www.canalsaude.fiocruz.br    www.twitter.com/canalsaude    www.facebook.com/canalsaudeoficial

     

     

    Conselho Nacional de Saúde lança campanha em defesa do SUS

    31/10/2013

    Objetivo é fortalecer o Sistema Único de Saúde e o controle social



    da redação do Jornal da Saúde
    com informações do Blog da Saúde

    (Foto: Luiz Parahyba - ASCOM/SE/CNS)

     

    O Conselho Nacional de Saúde (CNS) realizou nesta quarta-feira (30), em Brasília, um ato em favor da saúde pública. No evento, foi lançada a campanha em defesa do Sistema Único de Saúde (SUS) e do fortalecimento do Controle Social.

     

    A Campanha Nacional em defesa de um SUS mais forte e com maior participação social foi lançada no ano em que o SUS completa 25 anos. Com o tema O povo brasileiro de mãos dadas por um SUS de qualidade e para todos, a campanha visa fortalecer o Controle Social feito pelos 100 mil conselheiros de todo Brasil, e já prepara para a 15ª Conferência Nacional de Saúde, em 2015.

     

    Antes da apresentação da campanha no auditório do edifício-sede do Ministério da Saúde, conselheiros e militantes da saúde pública de todo o país realizaram um grande ato em defesa do SUS, diante do Congresso Nacional, em Brasília (DF). O secretário de Gestão Estratégica e Participativa do Ministério da Saúde, Odorico Monteiro, destacou a importância do SUS mais forte e da participação popular nesse processo.

     

    Representante dos usuários do SUS no Conselho Nacional pela Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (CONTAG), José Wilson lembrou no ato que a saúde pública teve uma agenda intensa este ano. “Esperamos que a partir desta campanha, do programa Mais Médicos e da 15ª Conferência em 2015 possamos ter uma política pública de saúde mais consolidada, estruturada e capaz de chegar ao interior do Brasil com qualidade e acessível às populações do campo”, opina José Wilson.

     

    Júlia Roland, diretora do Departamento de Apoio à Gestão Participativa (DAGEP) do Ministério da Saúde, e uma das representantes dos gestores da saúde dentro do CNS, acredita que a participação da sociedade foi fundamental para o nascimento do SUS e ainda é para sua construção. “Esse movimento é positivo porque poderá aperfeiçoar e qualificar mais o diálogo entre os representantes da população e os representantes da gestão”, afirma a diretora, lembrando o grande amadurecimento desta relação ao longo dos 25 anos do SUS.

     

    Controle Social

     

    Os conselhos de saúde, tanto o municipal, quanto o estadual ou nacional, são órgãos em que a sociedade brasileira pode intervir, fiscalizar e cobrar o cumprimento das políticas de saúde. Formado por usuários, profissionais da saúde, gestores e prestadores de serviço de saúde, os conselhos são deliberativos e foram criados para manter o controle social da saúde brasileira.

     

    De agora em diante, os conselheiros vão levar para seus estados e municípios as pautas da campanha pelo SUS mais forte e aperfeiçoar o debate até a 15ª Conferencia Nacional de Saúde, a ser realizada em 2015. Assim como o SUS, esse é um movimento descentralizado que pretende aperfeiçoar o controle social das políticas públicas de saúde em todos os conselhos espalhados pelo Brasil.

     

    Blog da Saúde

    * O Jornal da Saúde é um telejornal ao vivo. Exibido todo dia, às 13h. Reprise às 16h30 e às 18h30. Veja vídeos de nossas edições anteriores.
    Siga o Canal Saúde no Twitter e curta a nossa página no Facebook.

     

    Canal Saúde promoveu seminário para gestores

    17/05/2013

    Evento nos dias 16 e 17 de maio na Fiocruz pretende ampliar a audiência da emissora



    O Canal Saúde promoveu na Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), nos dias 16 e 17 de maio, o seminário “Que Canal Saúde você quer ver?”. O evento, voltado para gestores da área de saúde, tem como objetivo mobilizar esses atores sociais para ampliar a audiência da emissora e pensar coletivamente formas de utilizá-la no dia a dia.     

     

    Entre os presentes no seminário estavam representantes das secretarias de Saúde, com foco prioritário nos assessores de comunicação, dos Conselhos de Secretarias Municipais de Saúde (Cosems), dos Conselhos Estaduais de Saúde, do Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass), do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems) e do Ministério da Saúde. Representantes de todos os estados e do Distrito Federal participaram do evento.

     

    Na manhã do dia 16, realizou-se uma mesa de abertura com representantes do Ministério da Saúde, do Conass, do Conasems, do Conselho Nacional de Saúde (CNS) e da Fiocruz. Em seguida, um painel discuteiu o tema Comunicação, Televisão e Saúde Pública, com a participação de Pedro Ekman, integrante do Intervozes – Coletivo Brasil de Comunicação Social; Rodrigo Murtinho, pesquisador do Laboratório de Comunicação e Saúde (Icict / Fiocruz), e Gisele Bicalho, assessora de Comunicação Social da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais. Foram apresentados os cenários da Comunicação e da Comunicação em Saúde no Brasil, além de mostrada uma visão estratégica da Comunicação na área da Saúde.

     

    Um segundo painel, intitulado Que Canal Saúde você quer ver? foi realizado após o almoço, com a participação de Zenite Bogea, da Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa (SGEP) do Ministério da Saúde; Nadja Araújo, representante da sucursal de Brasília do Canal Saúde, e Marcia Corrêa e Castro, superintendente do Canal Saúde. Nele, o Canal foi apresentado para os participantes do seminário e foram discutidos temas como a importância do Programa de Inclusão Digital (PID) para os Conselhos de Saúde.

     

    Após os painéis, foram montados Grupos de Trabalho, que, no dia 17, apresentaram propostas de atuação conjunta entre os conselhos, as secretarias e o Canal Saúde. Além disso, a programação do seminário incluiu uma visita aos estúdios da emissora.

     

    O Que Canal Saúde você quer ver? dá continuidade ao trabalho iniciado com dois outros seminários – Que Saúde você vê? e Que Canal Saúde você vê?, realizados em 2001 e 2004 – e estendido com oficinas realizadas em diferentes estados. A expectativa do novo evento é alcançar os mesmos bons resultados de aproximação com os gestores da área da saúde obtidos nas primeiras edições.

     

    Confira aqui as fotos do evento.