• Canal Saúde - Fiocruz
  • atalho para menu o principal desta página
  • atalho para a busca de vídeos desta página
  • atalho para o conteúdo desta página
  • atalho para os destaques desta página
  • Seminário “Que Canal Saúde você quer ver?” apresenta primeiros resultados

    07/11/2013

    Ampliação das pautas regionais, oficinas de produção de vídeo e mapeamento de antenas parabólicas são alguns dos frutos do encontro



    (Foto: Oficina de Produção de Vídeo de Mato Grosso do Sul)

     

    Seis meses depois do seminário “Que Canal Saúde você quer ver?”, que reuniu cerca de 80 operadores do SUS para discutir o Canal Saúde, o balanço dos resultados é positivo. De lá para cá, o Canal tem avançado no cumprimento das atividades que foram acordadas com o conjunto dos participantes.

     

    Uma das sugestões foi o aumento das pautas regionais. Ao longo desse ano, já foram ao ar dez edições do programa “Canal Saúde na Estrada”, cada uma num Estado diferente do Brasil. Outros programas, como “Bate Papo na Saúde”, “Sala de Convidados” e “Ligado em Saúde” também abordaram temas de diversas regiões do país, como acidentes com animais peçonhentos e políticas de saúde para a população negra.

     

    A programação também foi recheada de debates e coberturas de atividades feitas por entidades parceiras, como a comemoração dos 25 anos do SUS e do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (CONASEMS) e as edições do CONASS Debate, evento promovido pelo Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (CONASS). O Canal marcou presença no XXIX Congresso Nacional de Secretarias Municipais de Saúde, em Brasília, no mês de julho, com espaço exclusivo para a exibição da programação e  cenário para gravações. O diálogo com o Conselho Nacional de Saúde (CNS) também tem se fortalecido, e o Canal Saúde participou, em outubro, da Oficina de Construção Estratégica em Comunicação e Informação para o Controle Social.

     

    O Canal Saúde está mais próximo dos Estados. Em setembro, realizou uma oficina de produção de vídeo no Mato Grosso do Sul. Em novembro, realizará oficina semelhante no Tocantins. Além disso, com o apoio do CONASS e das secretarias estaduais de saúde, o Canal pretende fazer um mapeamento das unidades de saúde que dispõem de antena parabólica, para que possam sintonizar nossa programação.

     

    Canal Saúde amplia programação para 15 horas diárias

    04/11/2013

    Emissora da Fiocruz agora está no ar das 8h às 23h



    O Canal Saúde/Fiocruz ampliou sua programação para 15 horas. A emissora, que desde 29 de abril deste ano havia passado de dez para 14 horas por dia no ar, agora exibe seu conteúdo das 8h às 23h, nos sete dias da semana.

     

    O acréscimo de mais uma hora na programação diária é mais um passo para alcançar o objetivo de chegar a 24 horas diárias de programação. O aumento gradativo do tempo de programação faz parte de um conjunto de metas estabelecido com o Ministério da Saúde e com a Oi TV, que transmite o Canal Saúde para Conselhos de Saúde em todo o Brasil.

     

    Segundo a superintendente do Canal Saúde, Márcia Corrêa e Castro, com o aumento no número de horas de programação, o Canal segue no caminho para se consolidar como uma emissora de televisão pública, o canal do Sistema Único de Saúde (SUS), parte de uma política de estado e não de governo. "O objetivo é atingir as 24 horas de programação na virada de 2014 para 2015", conta Márcia. "Mas já temos como meta chegar a 18 horas de transmissão já na virada deste ano para 2014", revela a superintendente.

     

    Parcerias

     

    Para conseguir dar conta do número de horas que precisa ficar no ar, o Canal Saúde se vale de uma série de parcerias que fornecem conteúdo de qualidade para a sua grade, além dos programas que a emissora produz por conta própria. 

     

    Entre os produtores que têm programas veiculados no Canal pode-se destacar a Universidade Federal do Paraná (UFPR), a MultiRio, a Rede Minas, a VideoSaúde, do Instituto de Comunicação e Informação Científica em Saúde (Icict/Fiocruz), a Casa de Oswaldo Cruz, a Fundacentro, a TV Câmara, a Fase TV e a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), entre outros.

     

    Esses parceiros são responsáveis por diversas produções que estão na grade do Canal Saúde como Cidade Inteligente, programa da MultiRio que oferece um espaço de reflexão sobre a vida nas grandes cidades e vai ao ar aos sábados, às 10h, com reprises aos domingos às 10h30; Planeta, programa do Canal Minas Saúde que vai ao ar às terças-feiras às 12h, com reprises às 21h30 e às quintas às 12h e às 21h30; América Latina Viva, da UFPR, exibido segundas, quartas e sextas às 19h30 e aos sábados às 20h; e o Tome Ciência, da SBPC, que é exibido às sextas, às 20h e aos domingos, às 20h30.

     

    Algumas das parcerias se iniciaram quando o Canal Saúde ainda não era uma emissora e só fornecia conteúdo para outras TVs, dentro do conceito de canal virtual. Em algumas das parcerias vigentes até hoje esse conceito ainda vigora e o Canal apenas oferece seu conteúdo. Entre os exemplos desse modelo estão a NBR e a TV Alerj, da Assembleia do Rio de Janeiro. Já muitas outras parcerias são de mão dupla e a emissora da Fiocruz exibe conteúdo dos parceiros e oferece como contrapartida os programas produzidos por ela. Um exemplo é a Rede Minas, que veicula o Unidiversidade, o Ciência e Letras e o Ligado em Saúde; e de quem o Canal Saúde exibe o programa Planeta.

     

    No total, 12 parceiros exibem os programas do Canal Saúde, enquanto a emissora da Fiocruz utiliza programas de nove dessas TVs. E há perspectiva de outras oito parcerias para 2014 com Ipea, Embrapa, Televisión América Latina (TAL), TV Câmara Tupã SP, TV INES, TV Porto Velho, TVE Jundiaí e TV Comunitária de Ponta Grossa.

     

    "As parcerias fazem parte não só da estratégia de busca por uma maior disseminação territorial como de cumprir nossa missão de servir ao interesse público, partilhando missões com televisões públicas como TVs câmaras, TVs assembleias, TVs comunitárias. Então fazemos um esforço para, através dessas parcerias, cumprir a missão pública de chegar ao cidadão", explica Márcia Fixel, responsável por coordenar as parcerias do Canal Saúde.

     

    Mais informações:
    Assessoria de Comunicação – Canal Saúde/Fiocruz/Ministério da Saúde
    Gabriel Cavalcanti da Fonseca – 21 3194-7743
    gabrielcfonseca@gmail.com

     

    www.canalsaude.fiocruz.br    www.twitter.com/canalsaude     www.facebook.com/canalsaudeoficial

    Caminhos da Saúde no Brasil é o tema do Sala de Convidados

    07/10/2013

    Nesta terça-feira, 08/10, às 11h. Ao vivo. Participe!



    O Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) realizou, no dia 25 de setembro, o CONASS Debate, com o tema "Caminhos da Saúde no Brasil", que discutiu se há caminhos alternativos para a organização do sistema de saúde no país, em geral, e no SUS, em particular. O seminário, que teve a participação de importantes nomes da saúde no país, como o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, o ex-ministro e diretor-executivo do Instituto Sul-Americano de Governo em Saúde, José Gomes Temporão; o presidente do Conass, Wilson Alecrim; e o presidente do Conasems, Antônio Carlos Nardi; contou com uma grande cobertura do Canal Saúde, que gravou matérias e programas no evento.
     
    Nesta terça-feira (8), dando continuidade à parceria estabelecida com o Conass, o Canal Saúde amplia o debate trazendo como tema para o Sala de Convidados a discussão do CONASS Debate: os Caminhos da Saúde no Brasil. O programa vai ao ar, ao vivo, às 11h, e, como de costume, vai contar com a participação do público. 
     
    O programa vai enriquecer o debate em torno de questões como os desafios que o Sistema Único de Saúde enfrenta desde que foi criado, há 25 anos, enquanto a saúde suplementar tem recebido cada vez mais incentivos. A ideia é ajudar a fomentar a discussão de mais um tema importante para o setor da saúde, com o mote em torno da sustentabilidade do SUS.  
     
    Entre os convidados no estúdio do Canal Saúde, estão confirmados o Dr. Paulo Poli, médico da Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade, e a Estudante de Graduação em Saúde Coletiva da UFRJ, Bárbara Bulhões Lopes de Andrade. Já entre os convidados a participar desse debate de qualquer lugar do Brasil, o Canal Saúde conta com você. Participe.
     
     
    Sobre o Sala de Convidados
    É um programa de debate, ao vivo, apresentado por Renato Farias, com uma hora de duração, das 11h às 12h. Os temas têm relevância factual e estão relacionados às políticas públicas na área da saúde. 
     
    Participação ao vivo
    O Sala de Convidados é um programa idealizado para a participação do espectador. Perguntas e comentários podem ser enviados a qualquer momento durante o programa. Utilize o chat no site do Canal Saúde ou ligue, gratuitamente, para 0800 701 8122.  Se preferir, antecipe suas perguntas através do e-mail canal@fiocruz.br ou pela fan page do Canal Saúde (facebook/canalsaudeoficial) em Fale com a Gente.
     
     
    Como assistir
    Internet: acesse www.canalsaude.fiocruz.br e clique na WEB TV, na página principal.
    Televisão: parabólica digital (freqüência 3690) ou TVs parceiras de veiculação. Consulte a página Como Assistir no site do Canal Saúde. Os conselheiros de saúde em todo o Brasil podem assistir pela Oi TV, canal 910.
     
     
     
     
    Acesse o site www.canalsaude.fiocruz.br, acompanhe a programação completa da TV e assista também aos vídeos em nosso acervo. Faça a sua busca e programe-se para assistir quando quiser.
     
     
    Mais informações:
    Canal Saúde/Fundação Oswaldo Cruz 
    Assessoria de Comunicação – Gabriel Cavalcanti
    gabrielcfonseca@gmail.com - 55 21 3194-7743